Indumentária dos Poloneses
Culturartepolonesa 
Culturartepolonesa 

                                                                                     Vestimentas                 Publicação e fotos: Mafalda Ales Sikora

                                                                                                

   Indumentária: Ou vestimenta usada pelos poloneses no período da imigração, década de 1870, seguiam as tendencias do estilo europeu burgues dos séculos anteriores ao século XVIII e XIX. Era o modelo de vestimenta que trouxeram das diferentes regiões da Polônia, originárias de suas aldeias. 

 

    Traje masculino: Os homens usavam o clássico terno, colete e gravata, ou com sobretudo, botas, ou sapatos e chapéu de feltro. Para o trabalho na lavoura usavam calça listada, camisa xadrez de manga comprida, botinas e chapéu de palha de butiá. 

   

    Traje feminino: As mulheres se destacavam pelos tecidos florais e coloridos e se constituía por vestidos de cintura franzida, de manga longa com adereços como rendas. Ou vestiam um traje tipo conjunto/ talher. Para o trabalho em casa ou na lavoura usavam vestido comum, avental, botina, lenço e chapéu.

    A maioria das mulheres da Colônia possuía o domínio da costura. Confeccionavam suas próprias roupas e dos demais da família (homens, mulheres e crianças). Confeccionavam seu enxoval e costuram a roupa de cama, de mesa e banho, complementavam com vários bordados e franjas  de amarração. Também bordavam tapetes em juta. 

     Traje folclórico: Os imigrantes das Colonias Polonesas no Paraná, provém de várias regiões da Polônia.

    Os poloneses da Colonia Dom Pedro II/Campo Largo, são provenientes das localidades da Galícia, região de domínio Áustro-hungaro no período da imigração (1876), atual Kracóvia. E o traje Folclórico do Grupo "Zabawe Polskie" caracteriza essa região,  

   

    Tendencias Culturais: No Paraná e nos Estados do Sul, desde o período inicial da imigração, década de 1870 até a década de 1960/1970, nas colônias étnicas de várias nacionalidades, as pessoas sempre mantinham como tradição, o uso da vestimenta estilo burguês, de influencia europeia, com características trazidas de seus países. Com o passar dos anos as etnias foram adotando elementos de influencias regionais dos Estados do Sul. Ainda muitos procuram manter as características culturais étnicas tradicionais, preservando sua identidade cultural, como se observa em várias Colônias polonesas e na Colonia Dom Pedro II/Campo Largo (SIKORA, Mafalda Ales/2014).

  

  Referencias

  Partes do conteúdo extraído da Dissertação de Mestrado. No uso de conteúdos, (citações em estudos e pesquisas), favor referenciar os Autores, sob consultaLink para Dissertação: Link -  CT_PPGTE_M_Sikora, Mafalda Ales_2014.pdf

 

   Ales Sofia; Bilinoski  Barbara; Bilinoski Estanislau; Sikora Miguel; Valenga, Maria. Nalepa,Vitória. A Entrevista com historia oral sobre a Colônia Dom Pedro II. Campo Largo/Pr: 1997/2008;

  SIKORA, Mafalda Ales. As políticas de imigração no Brasil nos séculos XIX e XX e o desenvolvimento de territórios: Estudo de Caso da Colônia Dom Pedro II - (Campo Largo – Paraná) 2014. 210 f. Dissertação (Mestrado em Tecnologia) – Programa de Pós-Graduação em Tecnologia, Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Curitiba, 2014 .  

© 2015 por Culturarte.polonesa. Orgulhosamente criado com Wix.com